segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Pesquisadores do GOMETA/UnB recebem menção honrosa no VII Encontro Pernambucano de Resíduos Sólidos

Parabenizamos a aluna egressa do ADM/UnB Isabela Nepomuceno Valadares e os pesquisadores do GOMETA/UnB  Jorge Alfredo Cerqueira Streit, Patricia Guarnieri e também o prof. da UFPE Lúcio Câmara e Silva pela Menção Honrosa recebida no VII ENCONTRO PERNAMBUCANO DE RESÍDUOS SÓLIDOS do artigo:
INCLUSÃO SOCIAL DE CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS: ESTUDO DE CASO EM ARINOS-MG 

Além deste artigo, os pesquisadores publicaram também nos anais do evento o artigo intitulado: IDENTIFICAÇÃO DO CONHECIMENTO QUANTO À PNRS NAS REVENDEDORAS AUTORIZADAS DE PNEUS DO PLANO PILOTO EM BRASÍLIA-DF, de autoria de Fernando Barros Sá, Jorge Alfredo Cerqueira Streit, Patricia Guarnieri e Lúcio Câmara e Silva

Os anais do evento já estão disponíveis para download gratuito: CLIQUE AQUI

image.png

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Anais do 56º CONGRESSO DA SOBER estão disponíveis, confiram os artigos dos pesquisadores do GOMETA/UNB

Os anais do 56º CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL - SOBER estão disponíveis para download gratuito: CLIQUE AQUI  - Anais Eletrônicos - ISBN: 978-85-98571-17-1 

Parabenizamos todos os pesquisadores do Gometa/UnB e co-autores pelas publicações!
Acesse abaixo as publicações dos nossos pesquisadores.

TÍTULO: ANÁLISIS DE LA POLÍTICA NACIONAL DE AGROECOLOGÍA Y AGRICULTURA ORGÁNICA- PLANAPO EN EL SECTOR DE CAFÉ 
AUTORES: MARLENE DE ARAUJO; JAVIER ESPARCIA PEREZ; JOSÉ MÁRCIO CARVALHO. 
Resumo: En España se ha producido un importante crecimiento del consumo de café robusta. En parte, ello ha sido debido a las acciones de los productores africanos y de América Central. Paralelamente, se ha producido también una reducción de la participación del café brasileño en el mercado español. Estas tendencias nos han llevado a analizar qué ocurre en Brasil con la producción de café orgánico, con especial atención a la Política Nacional de Agroecología y Agricultura Orgánica- PLANAPO. Para ello se ha analizado un caso de estudio, en una micro-región en el sur de Minas Gerais (Sierras do Paraíso y Boa Esperança), partir de diferentes muestras en 11 municipios.
La PLANAPO es una política pública del gobierno brasileño creada para implementar acciones para el desarrollo rural sostenible. El objetivo ha sido un análisis comparativo de los efectos globales y de largo plazo de la intervención de la PLANAPO con relación a productores de café, tanto orgánico como convencional. Para ello se ha recogido, tratado y analizado los resultados de una encuesta de 341 productores; esta información primaria se ha completado entrevistas tanto a los líderes sectoriales como agentes de políticas públicas. Los resultados obtenidos permiten concluir que la PLANAPO, en el negocio de café, es desconocida por 93 % de los productores. Adicionalmente, todavía no ha cumplido con los objetivos previstos en cuanto a inclusión de género y jóvenes. No obstante, sí hay un resultado positivo especialmente significativo, puesto que el programa de certificación (Certifica Minas), ha salido muy fortalecido. 

Link: http://icongresso.itarget.com.br/tra/arquivos/ser.8/1/9296.pdf 

TÍTULO: AUTOCORRELAÇÃO E HETEROGENEIDADE ESPACIAL DA ECOEFICIÊNCIA AGROPECUÁRIA NOS MUNICÍPIOS DO BIOMA AMAZÔNIA 
AUTORES: CARLOS ROSANO-PEÑA; JOSÉ MÁRCIO CARVALHO; JOANILIO RODOLPHO TEIXEIRA; CARLO ALEKSANDR ROSANO ALMEIDA. 

Resumo: A ecoeficiência agropecuária, evidenciando o quanto se produz em relação ao quanto se poderia produzir com o menor impacto ambiental e uso de recursos naturais, é fortemente marcada por efeitos espaciais. Este trabalho estima e analisa espacialmente um indicador de ecoeficiência agropecuária dos municípios do Bioma Amazônia. Para tanto, utilizaram-se funções distância direcionais com o método Análise Envoltória de Dados – DEA e técnicas de análise de dados espaciais. Dos resultados, derivam-se duas inferências. 1) O índice de ecoeficiência constata as possibilidades de maximizar simultaneamente os objetivos econômicos e ambientais, apenas imitando as melhores práticas da região. 2) Ficou evidenciada a existência de correlação espacial do índice de ecoeficiência e a presença de três grandes clusters territoriais. Com base nestas informações, podem ser definidas estratégias para a intervenção ambiental local e regional com a finalidade de otimizar a sustentabilidade da agropecuária da região. 


TÍTULO: A CULTURA DA QUALIDADE NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DO CAFÉ NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO: CARACTERÍSTICAS E PERSPECTIVAS QUANTO À SUA ADOÇÃO
AUTORES: WARLEY HENRIQUE DA SILVA; PATRICIA GUARNIERI; JOSÉ MÁRCIO CARVALHO; FABRÍCIO OLIVEIRA LEITÃO. 

Resumo: Evidências na literatura direcionam certo entendimento de que a gestão da qualidade de uma organização se relaciona às práticas da Gestão da Cadeia de Suprimentos (GCS). Com base nessa lacuna de investigação, o presente estudo busca caracterizar a utilização da cultura da qualidade (CQ) na cadeia de suprimentos (CS) do café na Região do Cerrado Mineiro (RCM) com foco no relacionamento entre produtores rurais e suas organizações coletivas. A pesquisa, de natureza empírica, apresenta uma abordagem qualitativa-quantitativa e foi operacionalizada por meio de um estudo de caso com uso de questionários e de entrevistas semiestruturadas junto aos representantes dos elos da CS do café na RCM, os quais compreenderam cafeicultores, cooperativas e uma fundação de desenvolvimento. O conjunto de evidências iniciais permitiram constatar que a CS de café na RCM encontra-se em um estágio de desenvolvimento expressivo, muito embora tenham sido verificados aspectos de gerenciamento da cadeia, com relação à qualidade da bebida, que ainda merecem atenção por parte dos agentes. 


TÍTULO: A EVOLUÇÃO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO DO CAFÉ: O INSTITUTO BRASILEIRO DO CAFÉ (IBC) COMO DIVISOR DE ÁGUAS 
CARLOS ROSANO-PEÑA; JOSÉ MÁRCIO CARVALHO; MARLON VINÍCIUS BRISOLA; EDILENE SAMPAIO. 

Resumo: O artigo teve como objetivo comparar as principais mudanças nos arranjos produtivos e comerciais do agronegócio brasileiro do café nos últimos 70 anos (1947 a 2017), ou seja, um recorte de antes e depois da regulamentação do Instituto Brasileiro do Café (IBC). Para isso, o artigo foi desenvolvido por meio de uma pesquisa histórico-comparativa, cujos dados foram analisados e alcançados através de pesquisas bibliográfica e documental, além de publicações acadêmicas de revistas internacionais e nacionais. Considera-se que o IBC marcou a história da cafeicultura brasileira por ter internalizado o café como um único sistema agroindustrial, enquanto que várias das vantagens competitivas do produto podem estar ligadas as suas singularidades regionais. 


TÍTULO: A SUINOCULTURA BRASILEIRA E SEU POTENCIAL DE GERAÇÃO DE BIOENERGIA ATRAVÉS DO TRATAMENTO DOS DEJETOS SUÍNOS 
AUTORES: FABRÍCIO OLIVEIRA LEITÃO; WARLEY HENRIQUE DA SILVA; AMANDA CRISTINA GABAN FILIPPI; JORGE ALFREDO CERQUEIRA STREIT. 

Resumo: A inclusão de fontes renováveis de energia na matriz energética brasileira é pauta de discussões há anos. Nesse sentido, o objetivo deste artigo consiste em quantificar e analisar o potencial de geração de energia elétrica através do biogás oriundo do tratamento de dejetos da suinocultura no Brasil. Para a coleta dos dados foram utilizadas a observação direta, revisão sistemática de literatura e levantamento documental. Em termos metodológicos, o potencial energético da suínocultura brasileira foi analisado a partir da mensuração do total de efluentes gerados pelos sistemas de criação com matrizes tecnificadas e do biogás gerado com a instalação de
biodigestores e posterior conversão em KW/h. Como principais resultados foi possível demonstrar que um total de 1.600.000 matrizes tecnificadas, e com uma potência de geração de biogás de 0,775 m³/dia/animal, seria possível produzir 115.200 m³/dia de biogás. Esse resultado evidencia o potencial da geração de energia existente a partir do tratamento de dejetos na suinocultura brasileira, e fonte energética alternativa e renovável, que pode ser usada nas próprias propriedades agrícolas. Ademais, esse trabalho pode motivar novas pesquisas relacionadas com Agroenergia e Condomínios Rurais. 


TÍTULO: CUSTOS LOGÍSTICOS DE PRODUTOS ORGÂNICOS PARA FORMAÇÃO DE PREÇOS DA PRODUÇÃO FAMILIAR DO DISTRITO FEDERAL PARA MERCADOS INSTITUCIONAIS 
AUTORES: WARLEY HENRIQUE DA SILVA; FABRÍCIO OLIVEIRA LEITÃO. 

Resumo: Como forma de estimular a produção de alimentos saudáveis e com prudência ecológica, os mercados institucionais de alimentos passaram a demandar em seus editais de compra produtos oriundos de sistemas orgânicos de produção. Estes produtos estão sendo cada vez mais demandados, porém, existem muitas dificuldades por parte dos agricultores familiares para levantar os custos logísticos de seus produtos vendidos, sob pena de estarem tendo prejuízos, caso os negligenciem. Este trabalho buscou analisar como se dá a venda de produtos hortícolas orgânicos da agricultura familiar para o PNAE em Brasília, DF, a fim de verificar de que modo está sendo feita a gestão de custos logísticos por parte dos agricultores familiares, e identificar a influência que estes custos exercem na composição final dos custos de produção, para que eles possam utilizar essa informação como referência na sua formação de preços. Em termos metodológicos, o estudo foi realizado em duas etapas. A primeira compreendeu uma revisão sistemática de literatura, consolidada através de pressupostos teóricos de Cronin, Ryan e Coughlan (2008). Na segunda etapa, foram analisados dados e informações obtidos junto a documentos (propostas comerciais enviadas para as chamadas públicas e contratos de venda) fornecidos pela por uma cooperativa do DF dos últimos anos. Os resultados mostraram que os custos logísticos têm forte influência sobre a formação do preço final dos produtos, notadamente àqueles relacionados aos custos de transporte, estoque, embalagem, tributário e de administração. 


TÍTULO: CUSTOS LOGÍSTICOS ASSOCIADOS AO PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA MERCADOS INSTITUCIONAIS NO DISTRITO FEDERAL 
AUTORES: FABRÍCIO OLIVEIRA LEITÃO; WARLEY HENRIQUE DA SILVA. 

Resumo: Com o intuito de dar suporte à operacionalização dos mercados institucionais como canais de comercialização da produção oriunda da agricultura familiar, além de fornecer informações mais confiáveis para os agentes em suas tomadas de decisão, esse artigo tem como objetivo analisar o canal de comercialização de produtos da agricultura familiar para o Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE, a fim de identificar quais custos logísticos estão relacionados ao processo e mensurar o grau de influência destes na composição dos preços de referência dos produtos. Utilizou-se de uma Revisão de Literatura como forma de verificação do atual estado da arte acerca do tema. Para a coleta de dados, procedeu-se com uma pesquisa documental, a partir de documentos fornecidos por uma cooperativa que intermedia este processo de comercialização e com entrevistas semiestruturadas com produtores familiares. Complementarmente, foram realizadas observações in loco. Identificou-se a presença de cinco modalidades de custos logísticos: 1) Custo de Transporte; 2) Custo de Estoque; 3) Custo de Embalagem; 4) Custo Tributário e 5) Custo de Administração. O Custo de transporte dispõe-se como o mais significativo na composição dos custos logísticos. 


Pesquisadores e alunos vinculados ao GOMETA participam do VI Congresso Científico do DF (CRA-DF) e recebem premiação

Pesquisadores (as) e alunos (as) vinculados ao GOMETA/UnB participaram do VI Congresso Científico de Administração, organizado pelo CRA-DF, realizado em 04-09-2018.

Parabenizamos a todos (as) os (as) alunos (as) e pesquisadores (as) que participaram e apresentaram seus artigos no evento: Maciel Neri, Vanessa Silva, Joysse Vasconcelos, Lara Machado, Isabella Rodrigues, Bárbara Vieira, Amanda C. G. Filippi, Silvia Araújo dos Reis, Evaldo C. C. Rodrigues

Parabenizamos também o formando Maciel Neri e sua orientadora, a profa. Amanda C. G. Filippi pelo prêmio de melhor artigo na categoria graduação. Título do artigo: Organizações logística - Unidades de recebimento e distribuição de alimentos no Distrito Federal. E também o aluno Gustavo Lopes e o prof. Evaldo C. C. Rodrigues pelo prêmio de 2o. melhor artigo na categoria graduação.

 

 



segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Visita de pesquisadores do GOMETA no IAC e na APTA - Campinas



No mês de julho, os professores e pesquisadores do GOMETA/UnB José Márcio Carvalho e Carlos Rosano Peña visitaram o Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e Agência Paulista de Tecnologias para o Agronegócio (APTA), durante o Congresso da SOBER em Campinas, SP.


Pesquisadores do GOMETA/UnB recebem menção honrosa no Simpoi 2018

Parabenizamos a professora/pesquisadora Patricia Guarnieri e os professores/pesquisadores José Márcio Carvalho e Jorge Alfredo Cerqueira Streit do GOMETA/UnB e demais autores pela participação e menção honrosa de seus trabalhos no evento: XXI Simpósio de Administração da Produção. Logística e Operações Internacionais SIMPOI 2018, com o tema: “OPERAÇÕES E A ECONOMIA CIRCULAR”.
Dois dos trabalhos apresentados pelos professores do ADM/UnB ficaram entre os 10 melhores e receberam menção honrosa no Simpoi 2018 #simpoi2018:
6554 - PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS ESTABELECIDAS AO LONGO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DE CAFÉS NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO
Warley Henrique da Silva (Faculdade CNEC Unaí e Propaga/Universidade de Brasília)
Patricia Guarnieri (Universidade de Brasília)
José Márcio Carvalho (Universidade de Brasília)

6555 - O ACORDO SETORIAL DE LOGÍSTICA REVERSA DE EMBALAGENS EM GERAL NO BRASIL SOB A PERSPECTIVA DA ECONOMIA CIRCULAR
Patricia Guarnieri (Universidade de Brasília)
Jorge Alfredo Cerqueira Streit (Universidade de Brasília e Centro Universitário Projeção)
Luciano Campos Batista (University of Northampton, United Kingdon)



 
 Em breve disponibilizaremos o link para os anais do evento.


terça-feira, 28 de agosto de 2018

Pesquisadores do GOMETA apresentam artigos no 29o. Enangrad na FECAP/SP

Os pesquisadores do GOMETA: José Márcio Carvalho, Carlos André de Melo Alves e Rafael Rabelo, juntamente com alunos do ADM/UnB participaram na última semana do 29o. Enangrad - Encontro Nacional dos Cursos de Graduação em Administração, organizado pela ANGRAD - Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Administração na FECAP em São Paulo.

Na ocasião os pesquisadores, juntamente com alunos do ADM/UnB apresentaram artigos desenvolvidos em nosso grupo de pesquisa. Foram apresentados os seguintes artigos:

ENANGRAD PLENO - 'Crowdfunding: uma análise da produção científica em bases de dados de 2013 a 2017'. Autores: Marcio Rossi Junior e Carlos André de Melo Alves. Destacamos que este artigo foi selecionado entre os três melhores da Área 2: 'Empreendedorismo, Startups e Inovação', dessa forma, o artigo recebe o 'certificado de mérito' pela Comissão Científica do 29o. Enangrad. 

ENANGRAD JÚNIOR: 'Eficiência do Setor Aéreo Brasileiro com DEA: uma revisão sistemática interativa', o qual é de autoria e foi apresentado por Frederico Lima Meneses, com a supervisão do pesquisador do GOMETA Victor Rafael Rezende Celestino.

ENANGRAD PLENO - A estrutura produtiva de cafés especiais da Mantiqueira de Minas: uma abordagem de netchains, de autoria de Giulia Angélico (UFLA) e José Márcio Carvalho.

ENANGRAD PLENO - Análise da influência da potência de equipe na execução de projetos: um estudo com a equipe de operações de jornalismo da TV Globo em Brasília, de autoria de Leonardo Campos, José Márcio Carvalho e Carlos Rosano Peña.

ENANGRAD PLENO - Aderência à lei n. 12.305/2010 e operacionalização do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de uma organização pública, de autoria de Adriane Rangel e Jorge Alfredo Cerqueira Streit. 

ENANGRAD PLENO - A influência do Marketing Digital nas Micro e Pequenas Empresas de Brasília, cujos autores foram Mateus Recart Costa, Rafael Rabelo, Aldery Silveira Junior e Jorge Alfredo Cerqueira Streit.

Em breve disponibilizaremos os links de acesso aos artigos completos. 


Parabenizamos a todos pela aprovação e sucesso na apresentação dos artigos no evento!

domingo, 12 de agosto de 2018

Exército Brasileiro e Universidade de Brasília, por meio de pesquisadores do Gometa, lançam MBA em Gestão de Projetos com foco nos programas estratégicos

É com satisfação que divulgamos essa parceria viabilizada por pesquisadores do Gometa/UnB. 

Brasília (DF) – A Universidade de Brasília (UnB) e o Exército Brasileiro darão início, em setembro, a um curso de Pós-Graduação em Gestão de Projetos. O MBA foi desenvolvido por meio de parceria entre as duas instituições, com conteúdos e formato customizados para as necessidades do Exército, em especial dos Programas e Projetos Estratégicos. No dia 3 de agosto, um evento foi realizado no Quartel-General do Exército para marcar a assinatura do Termo de Execução Descentralizada (TED) que regula o curso.

Crédito: S Ten Ageu Souza













A reitora da UnB, Márcia Abrahão Moura, destacou a importância da iniciativa e a perspectiva de que essa seja apenas a primeiras de outras parcerias na área de gestão de projetos. “Para a UnB é uma honra essa parceria com o Exército, que é exemplo de planejamento no País. Estamos num movimento interno muito forte para melhorar o nosso próprio planejamento, certamente vocês também vão trazer algumas experiências que poderemos usar”, afirmou.

Estiveram presentes à solenidade representantes do meio acadêmico e da Seção do Distrito Federal do PMI (Project Management Institute), organização sem fins lucrativos que visa normatizar e desenvolver a gerência de projetos em todo o mundo. Trinta militares foram selecionados como alunos do novo curso, que terá 375 horas/aula. As pesquisas realizadas no MBA serão voltadas para temas de interesse do Exército. Além disso, a turma será dividida em seis equipes para o desenvolvimento de projetos voltados para a Força Terrestre.

“A parceria entre o Exército Brasileiro e a UnB é muito bem-vinda, ainda mais nessa área de gerenciamento de projetos e programas. Nós não temos expertise nessa área, e tanto Exército como a UnB são instituições de alta credibilidade. É o início de uma parceria que não tenho dúvidas de que vai ser muito exitosa”, declarou o Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Fernando Azevedo e Silva.

O Chefe do Escritório de Projetos do Exército (EPEx), General de Brigada Ivan Ferreira Neiva Filho, acrescentou que a área de gestão de projetos é uma área nova do conhecimento, não só para a Força Terrestre, mas o Brasil como um todo, por isso a importância da formação. “É um primeiro passo pra gente aprofundar outras iniciativas que acontecerão à frente, com a própria UnB ou outros órgãos nesse mesmo sentido. O que a gente quer é gerar conhecimento, trazer para o Exército capacitação nessa área”, reforçou.


Parabenizamos todos os professores envolvidos nessa iniciativa, em especial, os componentes do Gometa/UnB!